Sobre acessibilidade

Serviços

COHAB realiza reunião em Castanhal com a comunidade do Núcleo Urbano Jaderlância sobre Regularização Fundiária

Os técnicos da área de regularização fundiária da Companhia de Habitação do Estado do Pará (COHAB) realizaram reunião de Pactuação do Projeto de Regularização Fundiária da Comunidade Jaderlândia no município de Castanhal, nordeste do Pará, nos dias 08 e 09 de janeiro.
 

Comunicado Cohab

A direção da Companhia de Habitação do Pará informa que nesta terça-feira, 07 de janeiro, excepcionalmente, será suspenso o expediente interno, ficando a cargo das diretorias a necessidade de equipe de trabalho (mantendo-se os serviços externos normalmente). A suspensão se faz necessária em virtude do corte no fornecimento de energia elétrica para os serviços de poda de árvores do terreno da Companhia, garantido assim a segurança de todos.  Agradecemos a compreensão, voltando nossas atividades normais na quarta-feira, dia 08 de janeiro.

COHAB realiza confraternização de final de ano

Emoção e alegria deram o tom na confraternização da Companhia de Habitação do Estado do Pará (COHAB), nesta segunda feira, 23. O momento de descontração e integração reuniu diretorias, servidores e servidoras da instituição, no Espaço de Convivência.

Cheque moradia beneficia mais de mil famílias

O Governo do Pará realizou através da Companhia de Habitação do Estado do Pará (COHAB), a entrega de mais de R$ 6,5 milhões em cheque moradia para famílias da região metropolitana de Belém, incluindo os distritos de Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara do Pará. A entrega aconteceu no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Os beneficiários participaram de palestra com a equipe de engenharia da Companhia para conhecer as regras técnicas a serem seguidas para utilização correta do benefício.

 

Litígio de primeira légua é debatido em Fórum de Regularização e Provisão Habitacional

Realizada nesta terça-feira, 10, o Fórum de Regularização e Provisão Habitacional de Interesse Social, uma iniciativa dos movimentos sociais. Durante a programação foi debatido o litígio da primeira légua patrimonial que trata de processo que tramita na justiça federal e outro na justiça estadual e que impede famílias na garantia do direito de posse e de buscar financiamento para melhorar suas moradias.