Cheque Moradia

Cheque Moradia (122)

O papel  fundamental  que a Companhia de  Habitação do Pará (Cohab) desempenha  nas estratégias  de  combate  à pobreza e à desigualdade, e na redução do déficit habitacional no Estado, foi destacado pelo vice-governador Helenilson Pontes, na solenidade de comemoração aos 49 anos de atuação da companhia, realizada na última quarta-feira (16) na sede da Cohab, com a participação dos servidores.

Segundo Helenilson Pontes, o governo tem mais de 70 órgãos, e cada um representa um braço dentro das ações para a melhoria das condições de vida da população. "Eu fico completamente admirado pela capacidade de realização de todos os que fazem a Cohab", declarou o vice-governador.

Ele ressaltou os benefícios que a Cohab proporciona, na capital e no interior, principalmente com o Programa Cheque Moradia, que já está presente nos 144 municípios paraenses

Política habitacional - A Companhia de Habitação do Estado do Pará é uma empresa de economia mista, criada em 1965, com a finalidade de integrar a estrutura do extinto Banco Nacional de Habitação (BNH). Hoje, a companhia é o órgão executor da política habitacional no Pará, atuando nas áreas de habitação, infraestrutura e serviços urbanos.

Desde sua criação, a Cohab já atendeu cerca de 75 mil famílias com novas moradias, melhorias habitacionais, lotes urbanizados e regularização fundiária. A missão principal do órgão é contribuir para a qualidade de vida da população.

O presidente da Cohab, João Hugo Barral de Miranda, ressaltou o desafio de estar à frente da Companhia quando ela completa quase meio século de existência. "Como presente, queremos introduzir inovações, para que a Cohab realize cada vez mais seu grande objetivo, que é a melhoria da condição de vida de toda a população do Pará”, disse ele.

O mais antigo servidor da companhia, o advogado Humberto Ferreira Barros, 70 anos, disse ter orgulho do grande número de pessoas que o órgão já ajudou em 49 anos. "Eu entrei aqui quando tinha 22 anos, e desde então não saí mais. Já houve muitas mudanças no País, muitas Cohabs foram extintas, mas a nossa continua até hoje, realizando um grande trabalho social. Eu me orgulho muito disso", afirmou.

Dentro das comemorações, a Cohab entregou, na última terça-feira (15), mais 600 Cheques Moradias, que representam um investimento de R$ 7.259.300,00.

 


Texto: Márcio Flexa (Vice Governadoria)
Fotos : Rosa Borges (Ascom Cohab)

Quarta, 16 Abril 2014 13:44

Governador entrega mais de 600 Cheques Moradia

Escrito por

Com o auditório da Fundação Tancredo Neves lotado, a Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab) comemorou 49 anos de existência ao entregar 617 Cheques Moradia, com a presença do governador Simão Jatene e do vice-governador Helenilson Pontes, nesta terça-feira, 15. A entrega representa um investimento de R$ 7.259.300,00.

Foram assinados durante a cerimônia dois convênios com as Associações Afro-Religiosa, Cultural e Social Iloyany e a Cultural de Presos e Egressos e Simpatizantes no Brasil, que a partir de agora estão aptas a receber Cheque Moradia. A Associação de Remanescentes de Quilombolas Malungu, representada pela comunidade Paraíso, do município de Acará, recebeu pela primeira vez o benefício.

Maria de Jesus Mercês de Souza, representante da associação, agradeceu ao receber 15 Cheques Moradia para as famílias quilombolas. “Nossa comunidade é muito carente. Esses recursos serão muito bem recebidos pela famílias para reformar ou construir suas moradias”, afirmou.

O egresso Adonias do Espírito Santo, 33 anos, vai poder construir sua casa em um terreno recentemente adquirido no bairro do Icuí Guajará, em Ananindeua. “Receber o Cheque Moradia é uma benção de Deus. Não tenho palavras para agradecer”, disse, ao lembrar que mora atualmente na casa da sogra. A representante da Associação Afro-Religiosa, Rosalidia Tavares, também agradeceu o benefício. “O senhor não tem ideia da gratidão que toma conta de todos nós ao sermos contemplados com esse benefício”, disse ao abraçar Simão Jatene.

O governador quebrou o protocolo e discursou andando entre as pessoas no auditório lotado. Jatene ressaltou o quanto é difícil não se emocionar em uma cerimônia de entrega de Cheque Moradia. “Este programa não é mais do Governo, é da sociedade. E a grande marca dele é atender diretamente as pessoas que mais precisam”.

Para Jatene, o Cheque Moradia é resultado de um esforço coletivo que se materializa na casa das pessoas. “Muitas pessoas me agradecem quando entrego Cheques Moradia. Porém, a forma mais correta é agradecer pra quem está ao seu lado, porque esse é mais um programa que é pago com o dinheiro dos impostos”, explicou.

O governador lembrou a trajetória do programa, que completou 10 anos recentemente. “Começamos atendendo os servidores públicos que recebiam até três salários mínimos. Depois estendemos para as famílias vítimas de sinistros; avançamos para as famílias que têm pessoas com deficiência, chegamos ao interior do Estado e hoje avançamos mais um pouco para atender dois segmentos diferenciados. A ideia é dar um tratamento diferenciado aos desiguais e ajudar os que mais precisam”, concluiu Jatene.

O presidente da Cohab, João Barral, afirmou que a meta da Cohab é alcançar, em 2014, 7.500 famílias em todo o Estado. “O Cheque Moradia está presente em todos os municípios paraenses. Em 10 anos beneficiou 40 mil famílias. É, sem dúvida, um programa de grande alcance social”.

Receberam também Cheque Moradia a Associação Voluntariado de Apoio à Oncologia (Avao); Centro de Defesa do Negro no Pará (Cedenpa), Centro Comunitário a União Faz a Força, Fábrica Esperança, famílias do Residencial Liberdade, Sindicato dos Metalúrgicos do Pará, Associação Amazônia do Futuro, Associação Beneficente São Carlos do Brasil, Associação Comunitária São Francisco de Assis, Associação de Moradores do Carmelândia e famílias do município de Benevides.

 

 

 

 

 

 

Texto : Janise Abud - Secom
Fotos: Antonio Silva - Secom

O Governo do Estado, por meio da Companhia de Habitação do Pará - Cohab, realiza mais uma entrega do Programa Habitacional Cheque Moradia, que beneficia na manhã de terça-feira, 15, mais de 550 famílias. O evento integra a  programação festiva pelos 49 anos de criação da Cohab, completados neste último domingo, 13 de abril. A cerimônia que acontece no auditório do Centur, às 9 horas, será presidida pelo governador Simão Jatene.
 
O Programa Cheque Moradia é hoje uma das cinco ações prioritárias da politica habitacional, desenvolvida pelo Governo Estadual por meio da Cohab e se tornou um importante instrumento de combate ao déficit e inadequação habitacional, proporcionando às famílias paraenses a possibilidade de construir, reformar ou ampliar  sua habitação, por meio de transferência de renda.
 
Nesse período de dez anos, o programa alcançou a mais de 40 mil famílias, um investimento de mais de R$ 200 milhões em recursos públicos.
 
Inicialmente o programa priorizava o atendimento de funcionários públicos estaduais, ampliando-se para as famílias vivendo em situações de risco ou miséria, vitimas de incêndios e desabamentos e em 2011, por meio do decreto de n˚ 173, de 29 de agosto, priorizou o atendimento à pessoas com deficiência, trabalho viabilizado através de parceria com a Secretaria de Assistência Social (SEAS). Em 2013 a Cohab intensificou o processo de interiorização do programa, possibilitando a adesão de mais de  90 municípios paraenses ao benefício habitacional e em dezembro do mesmo ano o Cheque Moradia é transformado em política pública, por meio do decreto lei número 7.776, de 23 de dezembro de 2013.
 
Este ano o programa deu mais um passo para a expansão de suas ações e começou a atuar diretamente com grupos específicos da sociedade. A cerimônia de entrega desta terça-feira, 15 , já é resultado dessa iniciativa. Diversas  entidades serão beneficiadas entre elas o Centro de Estudos e Defesa do Negro no Pará(Cedenpa), Remanescentes de Quilombolas do município do Acará, Centros Comunitários e Associação de Moradores de bairros de Belém (Guamá, Telégrafo, Carmelândia), Associação de Apoio a Oncologia(AVAO),Fábrica Esperança, famílias remanejadas do Residencial Liberdade(Guamá), município de Benevides, Associação Amazônia do Futuro (AMAFU), e Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas e Mecânica (SIMETAL), além de famílias com pessoas com deficiência atendidas pelo Centro Integrado de Inclusão e Cidadania(CIIE).
 
Para a essa entrega o Governo disponibiliza  mais de R$ 6 milhões em recursos públicos.  
 
Durante a cerimônia, a Cohab irá exibir um vídeo para divulgar a premiação recebida no mês passado: o Selo de Mérito, concedido pela Associação Brasileira de Cohab's e Agentes Públicos de Habitação(ABC), pelo desenvolvimento do projeto habitacional Taboquinha, localizado no distrito de Icoaraci, contemplando a urbanização e moradia para 1.862 famílias. Além disso, será exibido um vídeo contendo o registro fotográfico das realizações da Cohab nos últimos meses.
 

Texto: Rosa Borges

Foto: Advaldo Nobre (vice-governadoria)

O vice-governador Helenilson Pontes entregou o benefício do Cheque Moradia para 56 famílias do município de Eldorado do Carajás, no sudeste do Pará, na sexta-feira (4), em um investimento superior a 800 mil reais. Devido ao grande déficit habitacional do município, o vice-governador ainda determinou a entrega de mais 50 cheques para outras 50 famílias, o que elevou o investimento para cerca de um milhão de reais. O programa da Companhia de Habitação do Pará está presente em 144 municípios e em mais de 10 anos de criação já beneficiou mais de 40 mil famílias, representando um investimento de cerca de 200 milhões de reais.

O vice-governador explicou que o Cheque Moradia é um programa de transferência direta de renda para famílias com necessidades especiais de moradia e que foi criado graças à sensibilidade do governador Simão Jatene e compromisso com a melhora de condições de vida da população paraense.

Helenilson explicou que o programa foi criado para possibilitar às famílias, com renda de até três salários mínimos, construir, ampliar e/ou reformar suas casas. "E viver com mais dignidade no mesmo local onde estas famílias já habitam sem a necessidade de transferi-las de sua casa para outro bairro ou localidade", ressaltou.

A diretora de relacionamento da Cohab, Bernardete Costa, explicou que em Eldorado do Carajás, os Cheques Moradia entregues tiveram um caráter especial devido ao alto déficit habitacional do município. Em Eldorado, parte dos benefícios foram direcionados para famílias de estudantes atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Ela explica que para portadores de necessidades especiais o valor do Cheque pode atingir até R$ 18 mil e para outras famílias este valor chega até R$ 14 mil.

A diretora da Apae em Eldorado, professora Jucélia Negreiros, explica que a instituição atende cerca de 150 famílias do município, que geralmente são carentes e têm necessidades de melhorias em suas habitações. "Agradecemos ao vice-governador por ter tido a sensibilidade de perceber que estas famílias necessitam do benefício para poder dar uma educação com conforto aos seus filhos", declarou.

A pescadora Dorvalina da Silva Corrêa, 40, tem cinco filhos e entre eles Rayssa Corrêa da Silva, 17 anos, portadora de necessidades especiais. Ela explica que trabalha por conta própria e mora em casa alugada. "Vou poder construir uma casa confortável para os meus filhos, principalmente pra Rayssa, que precisa de cuidados especiais", comentou.

A doméstica Maria das Graças Vieira, 40 anos, é mãe de Márcio Geovani Vieira, 16 anos, que é atendido pela Apae do município. Ela declarou, emocionada, que o Cheque Moradia que tinha acabado de receber iria trazer melhorias na forma como ela e seu filho vivem, pois sem o benefício não teria condições. "Não tinha como construir uma casa melhor, mas agora este sonho vai poder ser realizado", agradeceu.

Mais informações sobre o programa no site http://www.cohab.pa.gov.br/. Para inscrição de Pessoas com deficiência (PCD), os interessados devem se dirigir ao Centro Integrado de Inclusão e Cidadania, na avenida Almirante Barroso, 1765 (entre Tv. Barão do Triunfo e Tv. Angustura), bairro do Marco, Belém. Fone: 3276 6161/3276 2903/3277 2812.

 

 

Texto: Márcio Flexa - Vice Governadoria

Fotos: Fernando Nobre - Vice Governadoria

O autônomo Waldemar Pereira dos Santos, 66 anos, desde os 18 anos perdeu a mobilidade por causa de um derrame cerebral. Para se movimentar adaptou uma bicicleta para poder viver e trabalhar. Ele foi um dos 55 beneficiados pelo Programa Cheque Moradia no município de São Domingos do Araguaia, região sudeste do Estado, na manhã desta quinta-feira, 3. Dos 55 cheques moradia, três foram destinados aos portadores de deficiência física para a realização de obras de adaptação às necessidades especiais dos beneficiados. Além dos 55 cheques entregues, o vice-governador Helenilson Pontes liberou mais 50 benefícios que deverão ser entregues nos próximos dias. Até dezembro de 2013 mais de mil portadores de deficiência já tinham sido beneficiados pelo programa em um investimento de mais R$ 8 milhões.

Helenilson Pontes afirmou que as 55 famílias de São Domingos do Araguaia se somaram as mais 40 mil famílias que já foram beneficiadas em todo o Estado do Pará no programa de transferência de renda da Companhia de Habitação do Pará (Cohab). “Nossos grandes adversários são a pobreza e a desigualdade e nosso governo optou pela assistência a estes que são os maiores necessitados”, explicou.

O vice-governador comemorou o fato de que o Programa Cheque Moradia hoje está presente em todos os 144 municípios do Pará. Para ele, uma sociedade mais justa e feliz passa, obrigatoriamente, por melhores condições de vida “e este é o grande objetivo do governo”, declarou. Ele explica que o Programa Cheque Moradia foi criado há 10 anos pelo governador Simão Jatene para beneficiar servidores públicos. O programa foi se expandindo para famílias de baixa renda e também para os portadores de necessidades especiais. “Esta foi uma decisão corajosa do governador Simão Jatene de direcionar um valor maior para os portadores de necessidades especiais. Nós temos muitos paraenses nesta situação necessitando das mãos do Estado e o Cheque Moradia tem servido para que estas pessoas adaptem suas residências e tenham melhores condições de mobilidade e de vida”, enfatizou Pontes.

A diarista Guiomar Portela também é portadora de deficiência física e não possui casa própria. Ela mora em uma casa alugada e para pagar o aluguel trabalha como doméstica para os proprietários. Ela foi beneficiada pelo programa e era uma das mais emocionadas ao receber o Cheque Moradia das mãos do vice-governador Helenilson Pontes. Ela informou que é diabética e teve que amputar a perna em consequência da doença, há sete anos. “Para sobreviver eu lavo roupa, mas não consigo estender por causa da limitação. Agora vou fazer uma casa que dê para eu viver direito com meu marido e para isso agradeço ao Governo do Estado e a prefeitura”, comentou.

Já a comerciante Helenita Alves de Souza, 40 anos, também é portadora de necessidades especiais e foi beneficiada com o Cheque Moradia. Ela já nasceu com a deficiência e leva uma vida ativa. “Nós temos que nos adaptar. Eu faço tudo o que posso fazer, trabalho, me divirto, mas sinto muita dificuldade por causa da locomoção”, contou. Ela explica que, com o benefício vai realizar adaptações em seu banheiro para que possa viver integralmente e feliz como ela declara.

 

 


 

 Márcio Flexa - Vice Governadoria
 Fernando Nobre - Vice Governadoria

Nesta terça-feira, 01, o vice-governador do Estado, Helenilson Pontes, fez a entrega de 50 Cheques Moradia em Colares, no valor total de R$ 492.600 e 25 em Marapanim no valor de R$ 352.500. Juntas as duas entregas beneficiam mais de duas mil pessoas nos dois municípios, localizados na na região Nordeste do Estado. Em Marapanim a Prefeitura ainda ofertou auxílio para o pagamento da mão de obra do Pedreiro. Todos os 144 municípios do Pará já aderiram ao programa do Cheque Moradia.

O Cheque Moradia é um programa de transferência de renda que beneficia famílias com necessidade de melhoria habitacional. O beneficiado recebe duas parcelas para a aquisição de material de construção. Após recebida a primeira parcela, os técnicos da Companhia de Habitação do Pará (Cohab) realizam uma visita técnica e a segunda parcela é liberada.

A diretora do programa na Cohab, Bernadete Costa, explica que o Cheque Moradia é um programa com recursos exclusivamente do Governo do Estado, foi criado há 10 anos na primeira gestão do governador Simão Jatene e que já beneficiou mais de 40 mil famílias em um investimento total superior a R$ 200 milhões.

O vice governador Helenilson Pontes explicou que o Programa Cheque Moradia só é possível graças à capacidade de gestão do governo, que apesar de poder direcionar estes investimentos para outras áreas, acredita que morar bem é uma das condições básicas do ser humano. “ Eu tenho a honra de participar de um governo que transforma a vida das pessoas. Eu participo da inauguração de muitas obras, mas nada me deixa mais feliz que a cerimônia de entrega do Cheque Moradia”, enfatizou Pontes.

O vice governador também comentou que um programa desta amplitude só é possível em um Estado que possui suas contas públicas arrumadas e, diferente de outros 14 Estados brasileiros que estão com dificuldades financeiras, está conseguindo o superávit. “Ao todo são mais de 1.200 quilômetros de estradas pavimentadas, mil novos leitos em hospitais que estão sendo criados e cerca de 20 mil paraenses que recuperaram a visão graças à ação da Caravana Oftalmológica. É um volume de investimentos jamais realizado por outra gestão. São muitos investimentos para melhoria das condições de vida dos paraenses”, ressaltou Helenilson Pontes.

A dona de casa Maria da Graça da Silva, 65 anos, mora em uma casa de madeira que está em estado precário, como ela mesma explicou. Ela possui doze filhos, vinte netos e três bisnetos e leva uma vida de dificuldades, pois não tem fonte fixa de renda. “Eu não tenho condições de fazer uma casa nova e isso me deixava muito triste até que veio o pessoal da prefeitura e falou que eu poderia receber este benefício, que iria mudar a minha vida”, afirmou. Ela foi uma das beneficiadas no município de Colares.

Maria do Socorro Ferreira da Cunha, 44 anos e seus cinco filhos moram em uma casa de barro com dois cômodos e só duas mobílias, um guarda roupa e um armário. Emocionada, ela recebeu o cheque das mãos do vice-governador Helenilson Pontes e explicou que não possui alguma fonte de renda. Ela explica que até um mês atrás ganhava o Bolsa Família que foi cancelado sem justificativa alguma. “Eu entrei em desespero, mas Deus abriu outra porta que é poder fazer uma casa nova", contou. Ela também foi beneficiada em Colares.

Em Marapanim, no ramal do Surupiju, a dona de casa Angela Maria Paes de Souza, 28 anos, mãe de dois filhos, disse que também mora em uma casa de barro com os filhos. “Meu maior sonho era levantar minha casa e dar mais segurança para os meus dois filhos. Agora eu posso e agradeço ao governador e em primeiro lugar a Deus que me deu esta oportunidade”, agradeceu.

 

 




 

 Márcio Flexa (Ascom-Vice Governadoria)
 Fernando Nobre (Ascom-Vice Governadoria)

Duzentas famílias de comunidade negra serão beneficiadas pelo programa Cheque Moradia, do Governo do Estado, sob a coordenação da Companhia de Habitação do Pará (Cohab). O anúncio foi oficializado nesta sexta-feira, 21, Dia Internacional contra a Discriminação Racial, durante a assinatura do termo de compromisso do Cheque Moradia. A ação, realizada na sede da Coordenação das Associações das Comunidades Remanescentes de Quilombo (Malungu), em Belém, foi comemorada por diversas lideranças de movimento negro no Estado.

Segundo Bernadete Costa, diretora do Cheque Moradia da Cohab, o programa vai atender, inicialmente, três instituições ligadas a negros e quilombolas no Pará. Entre as entidades beneficiadas estão o Malungu, o Centro de Estudos e Defesa do Negro no Pará (Cedenpa) e a Associação Afro Religiosa e Cultural ILÊ LYABA OMI. “Esse termo de compromisso é o primeiro passo para receber o programa Cheque Moradia. Com dez anos de existência, o programa continua expandindo cada vez mais suas ações. E agora, começa a atuar diretamente com grupos específicos da sociedade, como é o caso dessas três entidades beneficiadas nesse termo, que há anos atuam em defesa de negros no Pará”, explicou Bernadete.

Coordenador do Malungu há mais dez anos, José Carlos Galiza afirmou que o programa representa um avanço para as comunidades negras do Estado. “A entidade que eu coordeno atende atualmente cerca de 420 comunidades quilombolas no Pará. E mesmo com alguns avanços, a partir da nossa organização, a maioria desses locais ainda apresenta condições precárias de moradia. Por isso, recebemos de forma positiva essa ação do governo. E acreditamos que isso pode ser o início para a chegada de mais qualidade de vida nessas comunidades”, ressaltou Galiza.

Para Mãe Nalva, presidente da Associação ILÊ LYABA OMI, o benefício é um marco histórico para o movimento negro do Pará. “Entendemos essa iniciativa como uma reparação do governo com esse povo que construiu a história do País, mas historicamente sempre ficou à margem da sociedade. No caso do segmento afro religioso, a pobreza e mazelas nos terreiros são nítidas por todo o canto. Prova disso é que na nossa última pesquisa contabilizamos 1.089 terreiros na grande Belém. E a maioria em condições de extrema pobreza”, afirmou a líder religiosa.

“Seja em quilombos rurais ou em quilombos urbanos, o cenário de mazela é o mesmo. Por isso, toda ação que visa a mudar essa realidade deve ser muito bem recebida pelo movimento negro, que sempre atuou para trazer mais benefícios para o nosso povo. Acabar com o abismo social que ainda atinge as comunidades negras em todo o País é a nossa maior luta”, enfatizou coordenadora do Cedenpa, Maria Luiza Nunes.

A assinatura do termo de compromisso marca o início da atuação do programa para as entidades beneficiadas. De acordo com a direção da Cohab, os cheques serão entregue em no máximo 30 dias.

 

 

 

 Adison Ferrera - Agência PARÁ
 Eunice Pinto-Agência

Uma equipe da Cohab, formada por uma assistente social e uma arquiteta, visitou na manhã desta sexta-feira, 14, as famílias vítimas de um incêndio ocorrido na tarde de ontem na Passagem Bom Sossego, no bairro da Sacramenta.

As chamas atingiram quatro casas, sendo uma com perda total e três com perda parcial.

Marinei Lima era proprietária da casa de madeira que foi totalmente destruída pelo incêndio. Sua família composta por quatro pessoas tenta se recuperar da tragédia. “Agradeço pela ajuda que a Cohab está me oferecendo com o Cheque Moradia, pois realizarei o sonho de ter uma casa de alvenaria”, desabafou a dona de casa emocionada.

A casa ao lado da de dona Marinei Lima, pertence a Eliane Cristina Farias, e foi parcialmente destruída. “O programa Cheque Moradia está me dando à esperança de reconstruir meu lar”, afirmou Eliane ao receber os esclarecimentos da equipe da Cohab.

A causa do incêndio ainda está sendo apurada pela perícia, mas segundo os moradores a suspeita é que tenha ocorrido uma sobrecarga de energia em uma tomada.

A equipe técnica da Cohab orientou sobre a documentação necessária para que as famílias recebam o Cheque Moradia, programa habitacional destinado a aquisição de material de construção.

 

 

  Amanda Gomes

Quarenta e cinco famílias de Santa Luzia do Pará, no nordeste do Pará, foram beneficiadas com o Cheque Moradia. A população também festejou a assinatura do convênio entre o governo do Estado e a prefeitura que garante a construção de um hospital de 30 leitos, beneficiando a cidade e também os municípios vizinhos. O governador Simão Jatene, acompanhado do vice-governador Helenilson Pontes e de comitiva, esteve na cidade para a entrega dos benefícios e a assinatura do convênio.

O Cheque Moradia, programa do governo do Estado, começou a ser levado ao interior, e nesta sexta-feira (28) chegou a Santa Luzia do Pará, com benefícios que somam quase R$ 635 mil. A família da agricultora Silvana Dantas foi uma das atendidas. Ela tem três filhos, e um deles tem paralisia. “Tenho muita dificuldade por causa da minha filha. Com o Cheque Moradia, vou ter a minha casa e vou poder dar uma boa condição a todos. Fico muito feliz em receber esse cheque”, disse.

Antonia Cristina foi outra beneficiada com o programa. Ela estava muito feliz porque, agora, poderá construir a própria casa. “Eu sonhava há muito tempo em receber o cheque. Estou sentindo uma grande emoção agora, pois sei que vou conseguir mudar de vida”, afirmou.

O governador agradeceu pelo carinho que recebeu da população e falou sobre a ida ao município. “Inauguramos a agência do Banpará aqui, e isso significa dinamizar a economia local. A delegacia também vai dar mais segurança à população e melhor qualidade vida para os policiais que trabalham aqui. Quem transforma a sociedade é o povo simples que paga seus impostos, e nós somos apenas a ferramenta que transforma esse imposto em bens e serviços. O Cheque Moradia é um desses benefícios”, destacou.

Hospital – Durante a solenidade de entrega do Cheque Moradia, que ocorreu no ginásio de esportes, Simão Jatene e o prefeito Adamor Aires assinaram convênio no valor de R$ 1,8 milhão que vai permitir a construção de um hospital no município, com 30 leitos. “Essa era uma demanda antiga da população. O hospital vai atender cerca de 70 mil pessoas não só daqui como dos municípios próximos. Ele vem cobrir uma lacuna muito grande que existia aqui, e isso mostra a preocupação do governo com o aspecto social da nossa população”, assinalou o prefeito.

Jatene também falou sobre a construção do hospital. “Sei que é um sonho antigo da população e sei que ele foi objeto de muitas promessas, e terminou não sendo feito, mas tenho certeza que o convênio permitirá que a prefeitura construa o hospital, e a gente dessa região poderá ter um melhor atendimento na saúde”, afirmou o governador.

 

 

 Antenor Filho (Agência Pará)
 Eliseu Dias (Agência Pará)

O governador Simão Jatene em visita à Barcarena, na região do Tocantins, na última sexta-feira, 21, entregou mais de 100 Cheques Moradia à população do município, que representaram mais de R$ 1,2 milhão em recursos.

Simão Jatene conduziu uma cerimônia realizada no salão da Paróquia de São Francisco Xavier, no centro de Barcarena. O momento marcou a entrega de mais de R$ 1,2 milhão em Cheques Moradia para a população do município. O benefício, criado ainda primeira gestão de Jatene no Governo do Pará, é concedido à população carente e pessoas portadoras de deficiência física para a melhoria e adaptação de suas residências. Os recursos do cheque são do Governo do Estado, por meio da Companhia de Habitação do Pará.

O cadeirante Josuel Mendes dos Santos, de 57 anos, foi um dos beneficiados. Após receber o cheque, ele contou que usará os recursos para fazer as adaptações necessárias em sua casa, já que sempre encontrou muitas dificuldades para se locomover. “Minha casa é de madeira e tem um desnível grande, tanto dentro, como fora. Esse cheque significa muita coisa, é o resgate da minha autoestima. Vou poder andar por toda minha casa e pegar minhas próprias coisas sem depender de ninguém”, afirmou.

Após a entrega, o governador falou sobre a importância do programa. “O cheque moradia só existe porque a população paga imposto. Ele sempre me emociona muito porque chega justamente as pessoas que mais precisam, àquelas que efetivamente tem um enorme necessidade de apoio da sociedade e dos governos”, afirmou, destacando ainda que, graças a aprovação da Assembléia Legislativa, no final do ano passado, o programa agora é Lei. “Esse é um programa do povo, não de um governo”, frisou.

Logo depois, Simão Jatene ainda visitou o novo Terminal de Cargas e Passageiros de Barcarena, recentemente reformado e adaptado pela Companhia de Portos e Hidrovias do Pará, com recursos de R$ 700 mil. O novo espaço, que recebe cerca de mil pessoas por dia, já está em pleno funcionamento desde janeiro deste ano. Além desta, outra obra importante será entregue à população paraense no próximo mês, informou Abraão Benassuly, presidente da CPH. Trata-se do Terminal Hidroviário de Belém, cujas obras já estão em fase final. “Será o mais moderno do país”, destacou.

Para o prefeito de Barcarena, Carlos Vilaça, os investimentos entregues pelo governador são importantes para desenvolvimento do município. “Barcarena é um dos municípios mais estratégicos do Pará e daqui para frente só tem a crescer. Estamos em um ponto estratégico, tanto em nível estadual, quanto nacional, para o escoamento da produção industrial e agrícola brasileira. Hoje, mais uma vez, o governo demonstrou que está junto de Barcarena no desenvolvimento”, afirmou.

Acompanharam o governador em Barcarena o senador Mário Couto, o deputado federal Wandekolk Gonçalves e os deputados estaduais Itálo Mácola, Ana Cunha e Cilene Couto, além de vereadores e prefeitos da região, entre eles, os gestores municipais de Abaetetuba, Francinete Carvalho, de Igarapé-Miri, Ailson Santa Maria, de Mojú, Deodoro Pantoja e de Tailândia, Rosiney Sousa. Também integraram a comitiva secretários e dirigentes de órgãos estaduais.

 

 

 

 Amanda Engelke (Secom)

 Fábio Costa (Secom)

Pagina 1 de 9