www.birdenizle.net
Sexta, 01 Fevereiro 2013 16:03

Belém terá quatro empreendimentos do Programa "Minha Casa, Minha Vida"

Escrito por 
Avalie este item
(18 votos)

Belém passará a contar, em breve, com os primeiros residenciais do programa “Minha Casa, Minha Vida”. O anúncio foi feito na quinta-feira, 31, pela presidente da Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab), Noêmia Jacob, durante entrevista coletiva.

Noêmia explicou que a capital paraense vai ganhar quatro conjuntos residenciais, com 2.212 unidades habitacionais ao todo. Dessas, 1.700 serão construídas na estrada do Maracacuera; 288 no Tenoné II; 96 no Tenoné I e 128 em Icoaraci. Os imóveis farão parte da chamada “Faixa 1” do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, destinada a famílias com renda de até R$ 1.600,00. Também já está certa a construção de 360 unidades habitacionais, nos mesmos moldes e condições, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém. “Antes do ‘Minha Casa, Minha Vida’ falar em redução do déficit habitacional no Brasil era ficção, especialmente para essa camada da população, cuja renda é quase toda usada para dar conta apenas das despesas do dia a dia”, opinou a titular da Cohab, acrescentando que, no Estado, esse déficit gira em torno de 284 mil moradias, segundo dados da Fundação João Pinheiro.

A presidente da Cohab ressaltou, ainda, que o programa “Minha Casa, Minha Vida” está presente na maioria dos municípios paraenses, seja através da “Faixa 1”, direcionada para cidades com população acima de 50 mil habitantes, seja através da modalidade chamada de “Oferta Pública”, cujo alvo são municípios com população menor do que 50 mil habitantes. “São, ao todo, 44 municípios em todo o Estado em condições de participar do ‘Minha Casa, Minha Vida’ da ‘Faixa 1’, sendo que entre esses Portel e Belém já tem projeto fechado. Já no caso da ‘Oferta Pública’ 84 municípios foram contemplados, restando apenas 16 cidades sem unidades habitacionais do programa no Estado”, calculou.

Dentro da política habitacional no Estado, Noêmia Jacob também destacou o programa “Cheque Moradia”, criado para equacionar o problema da inadequação habitacional, que hoje atinge mais de 32 mil unidades em todo o Pará. Já o representante do Ministério das Cidades, Élder Mellilo, que acompanhará a presidente Dilma Roussef na visita ao Pará, informou que, ao todo, o Estado já contratou mais de 45 mil unidades habitacionais, das quais 20 mil foram entregues. A meta é que sejam contratadas mais 40 mil até dezembro de 2014. “Em toda a Região Norte, foram contratadas 165 mil unidades habitacionais, sendo que mais da metade delas estão no Pará", observou.

Mellilo também destacou a importância fundamental da parceria estabelecida com eEtados e municípios para o sucesso do programa. “Essa participação é fundamental para o bom desempenho do programa, pois, muitas vezes, o valor do subsídio que o governo concede pode não ser atraente para as construtoras, sobretudo em lugares onde o terreno é muito caro. Então, se o Estado ou o município consegue conceder benefícios fica mais fácil oferecer empreendimentos com qualidade”, afirmou.

A mesma ideia tem o superintendente regional da Caixa Econômica no Pará, Evandro Lima, para quem o Estado “tem entendido a missão do programa e, por isso, é um dos que mais têm conseguido canalizar para si importantes recursos federais através do ‘Minha Casa, Minha Vida’”.

 

 

Elck Oliveira - Agência Pará

Eliseu Dias/Ag. Pará

Visualizado: 22919 vezes Última modificação em Sexta, 08 Março 2013 20:02

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

/*