Sobre acessibilidade

Serviços

17/04/2018 - 11:30

As famílias que ficaram desabrigadas em Paragominas, no sudeste paraense, após a forte enxurrada que atingiu o município na semana passada, começaram a receber nesta segunda-feira (16) o atendimento da Companhia de Habitação do Pará (Cohab). Técnicos do órgão chegaram à sede municipal e imediatamente iniciaram a visita a áreas afetadas e o cadastramento das famílias que tiveram suas casas atingidas.

Técnicos de construção civil, engenheiros e assistentes sociais trabalham juntos para avaliar a situação de cada residência, dar o parecer técnico e definir a assistência adequada às pessoas que terão direitos aos benefícios. “Em um primeiro momento viemos fazer a coleta das informações das famílias, iniciando o cadastramento. O que ainda está faltando é a definição, por parte da Prefeitura, do local para onde irão as famílias que perderam totalmente suas casas e estão em áreas de risco. Vale ressaltar que o Cheque Moradia não permite a construção de casas em áreas de risco ou de proteção ambiental, por isso aguardamos essa definição. Enquanto isso, vamos fazendo todo esse trabalho de cadastramento, para que tudo se resolva o quanto antes”, explicou Terezinha Nogueira, técnica da Cohab.

Técnicos da área de engenharia também iniciaram as visitas. Ubiratam Quaresma, engenheiro civil da Cohab, informou, sobre a dinâmica do trabalho, que “dividimos os atingidos em duas modalidades: os remanejados (que moravam em áreas onde não haverá mais condições de reconstrução), e aqueles que foram atingidos de maneira excepcional (se não fosse a enxurrada junto com a queda das barragens, não teriam passado pelo problema). Nesses casos excepcionais as casas deverão passar apenas por ajustes pontuais e podem ser contempladas com o Cheque Moradia. Mas para definirmos isso, todas serão visitadas, uma a uma”.

Emissão de documentos - A Fundação Pro Paz, que também já está com uma equipe em Paragominas, inicia nesta terça-feira (17) a emissão de documentos para todos que perderam ou estão com a documentação danificada. Os serviços da caravana do Pro Paz prosseguem até o próximo sábado (21), com a previsão de emitir 300 carteiras de identidade por dia, de terça a sexta-feira, e mais 200 no sábado.

O coordenador da ação, Vagno Silva, informou como será oferecido esse serviço. “Vamos dividir o atendimento por bairros e estaremos em três lugares diferentes. Chegamos para abraçar essa causa, ajudar essas pessoas que estão mais necessitadas em Paragominas, e faremos tudo para ajudá-los. Vamos emitir RG, 1ª e 2ª via de certidão de nascimento, 2ª via de CPF, carteira social (mudança de gênero), atendimento de orientação jurídica, por meio da Defensoria Pública, e também a emissão da carteira do ID Jovem, que oferece diversos benefícios a jovens de baixa renda, que têm entre 15 e 29 anos”, explicou Vagno Silva.

Benefícios - Jorge Bittencourt, secretário do Centro Regional de Governo no Sul e Sudeste do Pará, falou sobre as ações imediatas. “Nesse momento, o governo do Estado, como orientou o governador (Simão Jatene), dá apoio à Prefeitura de Paragominas viabilizando a realização de diversos serviços, entre eles o cadastro para o futuro recebimento, por parte das famílias, do benefício eventual, que paga um salário mínimo por três meses às famílias identificadas como impossibilitadas de se manter, o cadastro do Cheque Moradia, pela Cohab, e a emissão de documentos com a ação do Pro Paz Cidadania”, complementou.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros Militar também continuam o trabalho no município. Nesta terça-feira, durante entrevista coletiva, será atualizado o número de famílias atingidas – as desabrigadas (que perderam totalmente a moradia) e as desalojadas (cujas casas foram atingidas e precisam de benfeitorias antes de serem novamente ocupadas).

Pontos de atendimento da Caravana Pro Paz

Dias 17 (terça-feira) e 18 (quarta)

- Escola Anésia da Costa Chaves: Avenida Antero Bonifácio, 391, Bairro Promissão I

Atendimento para moradores dos bairros Novo Horizonte, Nova Esperança, Morada Verde, Beira Rio e Promissão I e II.

Dia 19 (quinta), a partir de 8 h

- Caseca: Rua José do Patrocínio, s/n, com a Rua Inconfidência, Bairro Camboatã

Atendimento para moradores do bairro Laércio Cabeline e entorno

Dias 20 (sexta) e 21 (sábado), a partir de 8 h

- Escola Salmonozor Brasil: Praça Célio Miranda, Centro

Atendimento para moradores dos bairros: Sidney Rosa, Jaderlândia, Uraim, Angelim, Sidilândia e entorno.

Texto:  Heloá Canali (Secom)

Fotos: Mônica Cavalero (Cohab)